Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2009

Carrasqueira

Caminhar por cima da ria

Não é mar nem é firme. Não é rio nem é pântano. É a ria no Estuário do Sado, que sobe e desce com o desejo das marés. Os pescadores, quando a água foge, saem com os seus barcos empurrados ao longo dos canais, à força da vara, qualquer semelhança com gondoleiros é pura coincidência.
D. Isabel Maria chega de uma tarde afortunada. Esta ria dá o pão a muitas pessoas: da apanha pode-se voltar com um balde cheio de amêijoas, canivetes, polvos, raia…
O seu sorriso para a fotografia é igual ao que largou quando pôs os pés no Porto Palafita, abandonando o barco que o marido ficou a atracar.
Há uns anos ainda pensou em abandonar a arte, já tinha feito cinquenta anos e nessa altura até foi integrada num curso onde lhe ensinavam o novo ofício - saber armar arranjos de flores secas.
Quando é interrogada sobre a idade deste Porto Palafita, necessita de fazer algumas contas com a memória:
- Pois isto já tem para lá de muitos anos, foi na altura que a Catarina Furtado aterrou cá de…