Ilhas, Aviões e Livros


FESTIVAL LITERÁRIO DA MADEIRA

Aqui me encontro, a convite da Booktailors e Nova Delphi. Apetece-me estabelecer um paralelo entre ilhas, aviões e livros.

Como a praia nos desnuda a todos, assim pode funcionar um livro. O sabor dos livros não é aparência e os livros têm o sabor da existência...quantas vezes!

O livro que leio, é um avião que me coloca numa ilha.

Este é um encontro de escritores e leitores que não têm medo do vôo, muito menos de demonstrarem a sua insularidade.

Ilhas são locais de nuvens com apetrechos tão úteis como a solidão. Os livros são a nossa sorte. São as montanhas de 1862 metros prontos a crescer um pouco mais.

Possam as ilhas ser aviões, e os livros objectos voadores.

Obrigada à organização por nos permitirem a nós e aos madeirenses participar neste pequeno foguetão.

Sem comentários:

Enviar um comentário